2 de jun de 2010

antes de 20 de março/2010

O maior problema que vejo em mim, é não acreditar no amor. Não sei porque, e nem como, alguém consegue abrir mão de suas vontades por outra pessoa. Não confio quando alguém diz que mataria por outro. Não sei como alguém perde noites de sono por outros. Não compreendo nada disso.

Mas o que eu menos compreendo é, porque pessoas como eu e a Giza, sempre tão autosuficientes e frias, pessoas que não precisam estar com outro alguém do lado, pessoas que vivem independentes, estão sempre procurando algo ou alguém para amar. Eu não ME entendo; eu não quero amar ninguém, mas me sinto perdida se estou sozinha. Eu não quero me envolver, mas, se encontrar alguem, quero tentar fazer dar certo. Eu quero saber o que é o maldito amor.

Amor é apenas um conjunto de reações quimicas? É algo divino? É algo humano? Porque precisamos amar? Não apenas alguém, mas COISAS. PRECISAMOS ter algo ao nosso lado, sempre.

Eu quero amar, apenas uma vez. Mas quero amar de verdade, no plano racional, emocional, subconsciente. Amar profundamente. E só para saber como é.

-

o mais interessante e que uma semana depois, eu me arrependi de todas essas palavras; mas eu acho esse texto muito bonito :D

Nenhum comentário: