28 de ago de 2009

It's not me, it's you.

e agora eu realmente não sei. será que sou eu que sou muito perfeccionista criteriosa exigente murrinha e chata, ou são os homens que definitivamente não me servem? já foram nazistas e comunistas, tarados e tapados, burros e nerds, mais velhos e mais novos, headbangers emos boys e indefinidos, brasileiros e estrangeiros, altos e baixos, de cabelos e olhos claros e escuros, divertidos e sérios, magros e cheinhos, bonitos e feios, com e sem piercings e tatuagens, que me amavam ou não, que eu sabia o nome ou não, héteros bis e até gays (!), chatos e legais, cultos ou não, religiosos ou não (eu repeti várias vezesalgumas pessoas, não pensem que foram tantos assim)... e acabei descobrindo que nenhum deles foi especialmente especial. nenhum.

um dia eu acho a metade da maçã, o s do 2 ou qualquer bobagem desse tipinho.



~
e o que realmente importa?

Um comentário:

-may; disse...

Casa comigo?