7 de jul de 2011

06.07.11, aproximadamente 23h

No que tu pensas quando está prestes a dormir? Naquele momento, com a cabeça apoiada no travesseiro e as cobertas a te abafar, é natural que surjam os mais terríveis pensamentos, que te consomem por dentro e não te deixam simplesmente dormir em paz.

Eu tenho a tendência de pensar posts inteiros para esse blog, mas ultimamente meus pensamentos pré sono tem sido do pior tipo, na minha concepção: a avaliação se fiz certo ou errado. Não de agora, mas sim de toda vida, desde que eu tenho controle pleno dela (ou seja, mais ou menos desde 2006).

Ora, não trarei aqui minhas conclusões ou pensamentos, afinal, são apenas meus problemas - ou não-problemas [sim, eu sei que não existe mais o hífen nessa situação, mas eu acho feio sem ele]. Trago apenas aqui a sombra da filosofada que fiz nessa tarde, ao caminhar livremente por entre livros e raios pálidos de sol.


.

apenas um texto para que eu não esqueça como se escreve.

Um comentário:

Roque Barros disse...

"No que tu pensas quando está prestes a dormir?"

Uma das coisas que penso - pode até parecer engraçado - é nos sonhos antigos que tive, e em quando e como eles se realizaram.

Porque para mim é assim que funciona: eu sonho, e depois de certo tempo - tempo este que eu não domino - o sonho se realiza; gosto de saborear isto, me lembrar de quando sonhei e de quando a realização me foi concedida.

Gosto também de pensar no que estou sonhando hoje, e o faço ardentemente...

Outras vezes, medito nos filmes que vi - e vejo filmes pra caramba -, e nas conversas que tive.

E então adormeço...