4 de nov de 2009

na ultima noite

após uma caminhada por um lugar que, um pouco, eu conhecia, me deparei dentro da tua casa. tu me ignorava, era indiferente com a minha presença. após cerca de meia hora lá parada, feito uma idiota, eu te perguntei 'podemos conversar?' e tua resposta foi positiva; após um abraço e um beijo, 'É mentira que tu vai embora, não é?' foram as unicas palavras que sairam de minha boca.

e então, eu acordei. o relógio marcava 21:21, e eu morria de dor de cabeça, e as lágrimas pingavam. eu sabia que não tinha passado de um sonho, mas tudo que eu mais queria é que tivesse sido realidade; estar perto de ti, ter teu abraço, te ter do meu lado.

mas esse tempo de te ter já se foi. na real, tudo já se foi, inclusive tu :/

e desde quando você se foi, me pego pensando em nós dois, e eu só consigo ver onde eu errei;
http://letras.terra.com.br/fresno/1233680/

agora tocar a vida não vai ser fácil; e saber que eu pensei tudo isso tarde demais só me faz sofrer.

Nenhum comentário: