12 de ago de 2009

sabe de uma coisa?

[e não, não estou revoltada hoje]

sabe, hoje eu notei que não adianta nada eu mudar para tentar ter uma pessoa do meu lado. não adianta eu fingir ser quem eu não sou, ou tentar me mascarar, prá FAZER DE CONTA que eu sou diferente. mesmo que eu consiga trazer a tãão esperada pessoa pro meu lado, logo depois ela vai notar que eu não sou quem eu aparentava ser, e então, TUDO vai por água abaixo.

sabe, eu sempre vou ser a menina do cabelo cacheado colorido, mesmo que esteja com o cabelo de 'cor de gente', como diria meu pai; sempre vou ser a guria do perfume quase-masculino, da calça skinny, da pele alva, dos olhos verdes, do blog com fundo preto, do esmalte escuro ou vermelhão, da maquiagem carregada, das orelhas de coelho, do delineador diário, do fone sempre no ouvido, do celular quebrado, do óculos sujo. sempre vou ser a menina que chora, mas que esconde isso; aquela que tem duas idéias políticas exatamente opostas brigando dentro dela, do emocore e do funk do rolê. sempre vou ser aquela que é vegetariana e se orgulha muito disso, que tem idéias radicais, que ama e odeia com muita intensidade; a guria arrogante, grossa, estúpida, carinhosa, coração-mole, que sai chutando tudo e que abraça o ursinho de pelúcia. guria apaixonada apenas por ela mesma (ou não).

sabe, se for prá alguém gostar, tem que gostar dessa guria que eu descrevi, por que essa sim é a Taís Flôres, vulgarmente conhecida por taay .

~

me desculpa por te falar verdades que eu tanto guardei; verdade foi que te menti em todo o tempo em que te amei (8)
(verdades que tanto guardei - Fresno)

Nenhum comentário: